quarta-feira, junho 27, 2018

A sensualidade da tua mente




Não queria acreditar nem sequer sentir apenas queria estar onde a minha mente queria estar naquele exato momento, o meu corpo estava flutuando sobre o teu corpo num campo coberto de rosas azuis.
Parecia que essa sensação queria dizer algo como se nunca fosse conseguir alcançar-te como se toda a minha vida eu estivesse lutando contra uma parede que bloqueava o meu caminho até ti.
Mas o destino estava sempre do meu lado fazendo com que te cruzasses no meu caminho e pudesse sentir o tom da tua voz, pudesse estar presente a um corpo que na minha mente é meu, e pudesse beijar uma boca que preciso de beijar.
Preciso que estremeças a minha alma como tantas vezes já o fizeste e quero dormir e acordar com a saudade, com a felicidade estampada no teu rosto e sensualidade da tua mente.
Neste momento, sinto-me sufocada pelo ar tóxico que sobrevoa á minha volta e eu tenho medo, tenho medo de perder-te outra vez porque tenho a certeza que todas as vezes em morei noutros corações foram desvios que o meu destino fez para não encontrar-te porque ele sabia o efeito que terias em mim.
Estou tão apaixonada ainda não te amo, nem sei mais como sentir amor, mas eu preciso de ver-te, preciso que abras a porta da tua casa e deixes entrar, deixa-me conversar contigo sobre tudo e mais alguma coisa, deixa-me escutar temas de música que mudaram a nossa história abraçada ao teu corpo.
Deixa-me tatuar o teu corpo com o calor das minhas mãos e fazer-te sentir como mais nenhuma mulher conseguiu fazer contigo, deixa-me fazer-te suar de loucura e gemer de tesão nos meus ouvidos.
Tão opostos e tão feitos um para o outro!
Dá-me a tua mão e vem ser feliz, não tenhas medo porque eu não magoar-te quero sim assegurar que vais envelhecer e morrer ao lado da felicidade.

Sem comentários

Enviar um comentário