sexta-feira, 3 de março de 2017

Estou em paz


Estou deitada no cimento, mas na minha imaginação estou no meu quarto no escuro sob o chão frio que abraça a minha dor.
Parece que ela nunca vai curar-se, e vai piorando com o passar do tempo como se só tivesse restado esse pedaço de mim.
Viajo na minha mente á procura de paz em algum sítio muito longe daqui,nunca estive nesse tal sítio, mas tenho corrido com todas as minhas forças para chegar lá.
Sendo a única coisa que consola, ter esperança!
Ter esperança é deixar para trás a desgraça, as perturbações que comem as minhas entranhas e a voz do julgamento.
Estou cansada de sentir tanto frio aqui, estou cansada de sentir pouco ou nada!
Preciso respirar fundo e acordar num lugar cheio de flores, animais de todas as espécies, céu azul, frutas que eu nunca provei em toda a minha vida e poder viajar pelo mundo fora sem ficar cansada.
É um lugar onde a doença não permanece mais, um lugar onde eu possa cultivar tudo o que irei comer, construir a minha casa, poder correr com os que perderam as pernas e nunca mais correram.
Quero estar com quem realmente amou uma vida inteira sem nunca desiludir e sentir necessidade de inferiorizar.
Necessito de voltar a provar o gosto da vida, da felicidade e do amor.
Agora estou em paz vestida de branco, correndo junto com a minha juventude e com um sorriso que mais ninguém pode tirar.
Estou no paraíso, finalmente!

Fonte de imagem: We heart it

7 comentários: