domingo, 19 de fevereiro de 2017

Olhos verdes cheios de tempestades


Existem momentos para relembrarmos as coisas boas e descartarmos completamente das más.
A Letícia era uma mulher de olhos verdes que também no seu olhar trazia oceanos cheios de tempestades, nunca foi muito faladora, mas apesar disso o seu silência gritava inteligência e felicidade.
Os seus cabelos negros pareciam-se como as florestas escuras perto da sua casa que ela percorria todos os dias á procura de paz.
Ela deixou-se de preocupar com as pessoas e os pensamentos que atormentavam.
Simplesmente passou a ocupar a sua mente em livros de histórias que não contavam a dela.
A Letícia gostava de homens e mulheres,e não fazia muita diferença porque ela apenas buscava o amor verdadeiro, mas parecia que ás vezes o seu passado a impedia de crescer e evoluir como se tivesse medo de desiludir alguém.
Por vezes, ela ouvia vozes ou conversava consigo dias inteiros em busca de libertar-se de tais sentimentos de medo ou culpa, que nem deveria pertencer a ela porque foi alguém que a marcou e a destrui por dentro ao mesmo tempo.
O drama era o seu melhor amigo, assim como podia tornar-se o maior inimigo só que ela sempre soube lutar muito bem contra isso.
Para manter-se perto da felicidade ela escrevia, cantava e pintava o mundo dela cheio de amigos e amigas que com a vida iam partindo para as suas vidas.
As pequenas coisas que preenchiam o coração explosivo de Letícia faziam ela ser única, e mesmo assim ela permanecia nesse seu silêncio.

Fonte de Imagem: We Heart it

6 comentários: