segunda-feira, 27 de junho de 2016

Não lamento ter-te conhecido




Perto de fazer um ano e ainda tenho medo de perder-te se isso for normal tudo bem senão preciso de saber se já sabe a loucura.
A minha felicidade depende de observar-te todas as manhãs perto de mim e das piadas perdidas em horas.
Sempre que fecho os meus olhos encontro a necessidade de abraçar o teu corpo para poder dormir porque eu acho que sofro de um défice de que se não houver conchinha não há sono.
Num amor poderia ser excusado o sofrimento constante ou a necessidade de magoar-nos porque isso esgota todas as energias em que poderiámos fazer amor, rir um do outro, desabafar, lembrar dos momentos que já vivemos.
Sim, eu preciso que relembres porque eu tenho memória muito curta e custa-me lembrar de tudo.
Sobrevivemos a tantos momentos que pareciam ditar uma impossibilidade de poder estarmos juntos que parece que uniu-nos ainda mais.
Que as minhas lágrimas deixem de ser de raiva e medo, mas que transformes em mim vestida num vestido de veludo azul cantando a música da nossa história de amor.
Tendo em não ficar assustada com o fim da vida que pode separar-nos e tento que as minhas últimas palavras sejam as melhores e que toquem na tua pele branca, macia e tragam arrepios, e te tragam só para mim.
Peço sempre a perfeição entre nós, mas para além de ser nova para amar-te tanto é impossível sermos perfeitos como poetas que morrem de amores.
Ao amar-te percebo que é preciso uma paciência de um universo qualquer para conseguirmos estar juntos e ter feitios tão difíceis, mas amarmos como dois loucos tarados.
Sentimos uma necessidade imensa de perder-nos na loucura de cada corpo, de que como podemos tocar, cheirar, beijar e apreciar cada movimento, cada suspiro e alívio.
Apesar de todos os obstáculos não me arrependo de ter conhecido nem de olhos fechados, seu tonto.
Eu amo-te


2 comentários:

  1. Texto lindo e identifico-me com algumas partes :)
    Ainda bem que existe alguém com tanta alma para escrever. Parabéns!

    beijinhos

    Polimake-Blog | Youtube | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada! Nem sabes como fico emocionada com essas palavras, sabe tão bem. :)

      Eliminar