domingo, janeiro 13, 2019

Melodia frágil



Não esqueci-me de voltar á realidade sair dessa fantasia cintilante que transparece na minha mente.
Voltei com a certeza de que eu te amava, de que eu sentia uma paz dentro de mim que precisava de ser escrita, precisava talvez de ser estudada por tão profunda e louca que é.
Sou uma apaixonada compulsiva, vivo nessa inconstância de seguir o meu coração e fazer parte dos teus sonhos.
Parece que sempre soube que estava pronta para fazer parte da tua vida.
Estava pronta para fazer parte de um presente que ainda estava á espera de ser entregue, estava demasiado envolvida e focada em conhecer-te por dentro.
Estou a bastante tempo á procura de uma mente que dê mais tesão que um corpo igual a todos outros, foder o teu corpo, deixar a minha marca, a minha saudade ou até um bilhete para a tua volta, posso levar-te ao orgasmo, mas nada é satisfatório de escutar uma mente que livra da agónia e leva-me ao climáx.
Um corpo que aguenta o calor do meu e conta-me mais um pouco da felicidade encostado ao ouvido, com uma mania de roubar-te sorrisos sinceros.
Sinto-me frágil junto da tua melodia que combina tão bem com os sonhos que tenho contigo, sonhos que precisava de nunca mais acordar para poder viver dentro da tua boca perdendo o sabor da canela quente e meio picante entre os nossos lábios.
Perto de ti torno-me numa poeta desconhecida, sem descrição apenas querendo ser servida de amor, respeito, quase colocada num pedestal, cheia de força para trazer-te á vida cada vez que quiseres desistir e trazer-te os pedaços do teu coração que foste deixando cair por aí.
Foste deixando recuperar o que não fazia mais sentido dentro de ti, eu não prometo, mas eu vou estar a tua espera, eu vou estar aqui.



2 comentários