quinta-feira, julho 26, 2018

Tu és uma mentira


Não olhes assim para mim por não querer a tua compania nesta manhã em que o sol raia mais forte do que o sentimento que tenho por ti.
Eu não acredito que queiras voltar para esta cama, não acredito nas mensagens deixadas na minha caixa de mensagens suplicando por saudades do meu corpo.
Sabes, o teu o beijo nem faz assim tanto o meu gosto nem sei porque continuas a achar que os teus beijos de despedida irão favorecer os meus lábios e pedir que voltes.
Suplico que não encostes no meu corpo com vontade de passar uma noite de amor, calor e promessas de amor se no dia seguinte dizes que não me amas mais.
O teu cheiro confunde-se com as más recordações que deixaste na minha vida e toda a mágoa escrita em tão pouco tempo.
Antes não me importava o quão longe estavas de mim eu sentia orgulho de gritar aos quatro cantos do mundo o quanto eras a melhor versão de mim.
Mas a vida ensinou-me que sem ti eu seria a melhor versão de mim apenas precisava de mim.
Não precisava de mentiras como tu!

2 comentários

  1. É tão libertador quando percebemos que somos nós quem fazemos a melhor versão de nós, né? Tem um poema da rupi kaur que fala exatamente disso, lembrei na hora. Adorei o texto!
    Um beijão,
    Gabs | likegabs.blogspot.com ❥

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pela recomendação irei procurar ☺

      Eliminar