quinta-feira, abril 26, 2018

Caí no abismo




Corro contra a maré onde as ondas levam-me para longe, vejo-me pálida e sinto-me fria.
Uma dor pesa dentro de mim como se usasse todas as minhas forças e corresse numa areia movediça tentando alcançar os braços que não estarão mais ali para salvar-me.
Caio com o peso do meu corpo, e fico imobilizada com os sons da natureza os mais bonitos que alguma vez ouvi, tento levantar o meu corpo, mas nada consegue mover-se a não ser os meus olhos que estão carregados de lágrimas.
Vejo uma sombra escura tomar conta do céu azul e ela não deixa-me viver, ela quer que eu fique ali quieta, sossegada com os meus pensamentos mórbidos que consomem toda a minha alegria.
Fui abandonada com uma corda com um enlance que só um marinheiro poderia fazer, os meus braços estavam a favor da prisão.
Vivia na prisão do meu corpo que submetia a deixar de sentir cada vez mais o que fosse.
Estava incapaz de voltar amar, estava incapaz de voltar a sorrir ou até ter um olhar que via mais do que folhas de outono mortas no chão da calçada.
Cheguei ao abismo sem poder despedir-me com uma carta doce e amarga ao mesmo tempo, queria ter deixado um carta com o cheiro de eucalipto pelas florestas que já percorri e pêssegos frescos da época.
Acabei a letra de uma música tocada a piano pensando que no dia em que eu estivesse a ser levada para longe estaria a ser tocada para todo o mundo ouvir.
Tresandava cheiro a queimado e nem tinha dado conta que tinha queimado todos os livros da minha vida, livros que contavam histórias de amor com fins perfeitos ou até mesmo sem fins porque na verdade, o amor não foi feito para ter fim.
O amor foi para ser vivido á brava sem ter de pensar que um dia estaria a enterrá-lo num lugar que nunca mais poderia encontrar.
A minha queda no abismo parecia ser infinita e conseguia sentir os seus cabelos na minha pele pedindo para ficar, quando apenas estavam ali perdidos.
Perdidos no meu olhar que gritava pela solidão, pela paz, pela segurança.
Que gritava para que eu voltasse a resnascer com um flor de lótus cheia de luz e força.

domingo, abril 22, 2018

Update- A minha tatuagem completa



Olá grandes sonhadores/as! 
Trago este post para finalmente matar a curiosidade em relação a minha nova tatuagem ou melhor a versão dela completa.
Esta tatuagem foi feita aos poucos porque eu precisava de tempo para tatuar o que eu realmente queria e aperfeiçoar o significado dela.
Claro que tive ajuda do meu tatuador que já conhece a tempo suficiente de saber os meus gostos e que cores iriam destacar-se no meu tom de pele.



Eu comecei por tatuar no meu antebraço, eu tinha umas pequenas cicatrizes aí e como eu queria fechar esse grande capítulo da minha vida com flores porque é uma tatuagem que simboliza a vitória e a força que tive por ter ultrapassado a depressão na minha vida, e essa zona do meu corpo deixaria de chamar atenção sendo uma coisa que incomodava bastante.








Pouco tempo depois, fiz a tatuagem no ombro em homenagem á minha mãe.
Eu costumo falar dela aqui e achei aquele era o desenho perfeito, eu encontrei-o no Pinterest e fiz umas pequenas alterações mesmo não sendo assim tantas, e dá-me um pouco de medo de tatuar desenhos achados na internet.





Aí decidi tatuar uma mulher nua que é a Deusa Vénus ou Afrodite, a deusa da beleza e do amor, mas com uma afro como sabem eu escrevo muitos romances e contos eróticos tudo isso porque eu amo sentir o que o amor traz de bom para outras pessoas.
Coloquei uma afro porque eu sou africana, sou muito orgulhosa disso e ela simboliza cada vez mais a pessoa que eu sou.
Fiz a Deusa cheia de flores, borboletas, bezouros e joaninhas á volta porque eu queria que toda essa arte se aproximasse da minha mãe por ela gostar de flores e principalmente das orquídeas.



Queria mostrar como se ela estivesse num jardim que ela um dia poderá lá estar feliz e com saúde.
Acabei por preencher o resto do braço com roxo como se fossem nuvens em redor do jardim, definitivamente esta foi das tatuagens mais difíceis de tatuar porque eu tatuei durante duas semanas e meia seguidas, havia dias em que tatuava três vezes na mesma semana com apenas um ou dois dias de descanso.
Não era necessário eu é que queria livrar o mais rápido possível dessa tatuagem porque estava sempre com o braço a doer e super inchado.
Óbvio que houve partes muito complicadas de tatuar como a dobra do braço e o cotovelo por a pele ser tão fina, basicamente vi estrelas assim que tatuei essas zonas.



Fiquei muito agradecida pelo trabalho do meu tatuador achei que as cores ficaram lindas e que toda esta tatuagem combina muito comigo.
Todas as minhas tatuagens fiz na Red Star, no Centro Atlantis, na Baixa da Banheira.
Espero que tenham gostado e que tenha valido a espera por este post!



sexta-feira, abril 20, 2018

Love on the Loft




Sentei-me contigo para uma conversa meramente casual onde trocavam-se olhares e sorrisos sinceros, tu fazias-me sentir a garota mais pura, inocente e bonita.
As nossas conversas parecem que estão sempre interligadas ás memórias que marcaram uma infância cheia de aventuras, pequenos momentos de tristeza e projetos de vida a querer realizar.
Procuro pelos teus lábios enquanto escondo os meus num copo de galão sabendo que está a ficar cada vez mais difícil resistir á tua boca.
Perto de ti sinto-me aparvalhada como se fosse para o resto da minha vida.
Feliz!
Estou tão feliz e com vontade entrar no teu mundo assim como abriste a porta para o teu Loft situado no centro da grande cidade, senti como se estivesse dentro de um filme com vontade de explorar cada canto e conhecer-te mais ainda.
Perdi a hora devorando todos os livros que se encontravam na estante, mordiscava os meus lábios pelo exitamento que teria em ler livros que já leste, folheaste e talvez adormeceste sobre aquelas histórias.
Sentia o meu coração bater forte assim que apercebi-me que estava perto de despedir-me e nem tinha ideia como haveria de ser tão embaraçoso estar frente a frente aos teus olhos, como seria evitar beijar a tua boca.
Agarraste-me com tanta força, apertaste os meus ombros ao teu peito, deixaste o meu pescoço a favor da tua boca e inclinaste a tua voz grossa e meio roca aos meus ouvidos dizendo que era tão bom sentir-me.
Parecias estar fora de ti te entregando ao desejo de um corpo vulnerável, eu quis abraçar-te, quis beijar-te, quis estar ali para ti, mas a minha mente estava corrompida com o medo de dar cabo da tua mente e da minha, mais ainda.
Despediste deixando com a dúvida se todo este clima ficaria por ali, e assim que virei as costas e decidi olhar para ti com um sorriso nervoso e maroto, tu aproximaste bem rápido de mim como se fosses encostar contra a estante dos livros e abraçaste mais uma vez como se estivesses a despir-me a alma.
Olhava para as janelas do teu Loft e pensava como eram tão grandes e como seria se arrancasses a roupa e fizêssemos amor contra os vidros com uma vista de tirar o ar.
Não conseguia tirar a ideia de agarrar os teus braços fortes e deixar-te louco, mas é claro que tudo isso estava na minha cabeça.
Na verdade, despedi-me com um "até já", fechei a porta de casa, andei rápido até as escadas do prédio coloquei a mão no peito e recuperei todo o ar, consegui erguer a minha cabeça e tenta esquecer o que estava a sentir, estava tudo mais claro que nunca.
Tu estavas deixar-me louca...

domingo, abril 08, 2018

Confidencial- O pensamento dele




Depois de termos comido aquelas pizzas nus e tão sós perto da lareira. 
Decidiste irmos para o quarto deitar-nos e podermos ver se podíamos continuar o que não acabamos na outra noite.
Enquanto ia a casa de banho lavar os dentes viraste para mim e disseste que precisavas de umas massagens, não consegui resistir á forma como pediste mostrando como querias que as minhas mãos estivessem entregues ao teu corpo.
 Eu disse-te logo que sim queria sentir as minhas mãos percorrer o teu lindo corpo e as tuas curvas outra vez fazendo derreter de prazer.
Lá estavas tu deitada na cama, eu fui aproximando bem devagar cheirando o teu pescoço perfumado, andei com as minhas mãos por onde permitias andar, lembrei-me de buscar um óleo de amêndoas para fazer-te as massagens como tu gostas. Não resisti passar as minhas mãos pelos teus ombros que pareciam estar tão sozinhos queria massajar com cuidado por pareceres tão incomodada.
Fui ficando louco e comecei a descer as minhas mãos até as ancas e massajar elas de um lado para o outro e apertando elas como tu gostas, passo as minhas mãos para a tuas deliciosas e delicadas nádegas que tanto amo, lembro-me de aplicar o óleo nas tuas nádegas e aí tu levantas elas para mim deixando elas bem expostas, massajo as tuas nádegas várias vezes agarrando com mais vontade. 
As minhas mãos alcançaram a tua linda "menina", não quero envergonhar-te, mas fica difícil resistir...
Quis ver-te gemer e continuei a percorrer os meus dedos de cima a baixo até ao teu clitóris quanto mais anadava ali aos círculos as tuas pernas iam abrindo as pernas cada vez mais.

 Via que estavas gostando daquele momento, trocaste de posição e ficaste de barriga para cima, e eu estava ali pasmado admirando a beleza do teu corpo, o teu peito,  o teu olhar sedutor e as formas lindas que só tu tens .
Os teus peitos deixavam-me louco e com vontade poder tocá-los devagar, ao massajar as tuas mamas via como os teus mamilos ficavam duros estavam a  dar-me um prazer, apetecia envolver a minha língua neles.
Vou abaixo com as minhas mãos até a tua barriga e coloco o óleo na tua barriga, começo a massajear a tua barriga e a tua menina, pouco a pouco vou metendo um dedo de cada lado a massajar o clitóris de cima a baixo, devagarinho, e depois metendo um dedo no meio do clitóris, sabendo que estás a gostar não consigo parar vejo o teu corpo a começar a contorcer-se todo e apertares as tuas mãos nos lençoís.
Eu amo tanto quando sussurras no meu ouvido : "Humm que delícia!".
Ao ver-te levantares em minha direcção eu soube que darias prazer apertando o meu pênis com as tuas mão tão delicadas e pequenas e do jeito que eu gosto foste aproximando os teus lábios molhando-o. 
 Começaste com a lambê-lo com a tua língua e pouco a pouco colocaste ele na tua deliciosa boca, começaste fazer movimentos para cima e a baixo enquanto eu desejava meter-te às mãos na tua menina ao mesmo tempo, ver como deliciavas o meu pênis que dizes ser uma delícia quando o sentes deixava-me com vontade de apenas ali permanecer.

Decidi penetrá-lo dentro da tua vagina estavas deitada de barriga para cima, agarrei as tuas pernas para sentir-te melhor enquanto movimentava e tocava ao mesmo tempo no teu peito, encostava a minha boca á tua para sentir a tua língua e os teus lábios a tocar os meus era tudo perfeito e delicioso.
No meio disso tudo, tu decidiste vir para cima de mim e eu deitei-te na cama, foste para cima de mim, era maravilhoso ver-te de costas para mim e ver essas lindas nádegas movimentarem-se de frente para trás e sentires o prazer que estava dentro de nós, tão bom.
Eu queria vir-me em cima de ti, mas achei demasiado egoísta e quis fazer amor contigo naquela posição que amas muito como gosto de satisfazer os teus prazeres e os desejos do meu amor, eu agarrei nos teus cabelos lindos, comecei a balançar-me de um lado para outro e a ver ao mesmo tempo estavas amar, ouvir as tuas palavras de prazer e os teus orgasmos de satisfação de alcançares o climáx quando passado pouco tempo lá estava eu gozando contigo.
Satisfeitos ficamos um bom bocado agarradinhos aos beijos e no quentinho dos nossos corpos inseparáveis.
Desejamos boa noite e dormirmos em conchinha, foi tão bom.
Aí se foi...

terça-feira, abril 03, 2018

A minha experiência com a Colourpop

Olá grandes sonhadores/as!
Venho compartilhar com vocês  aqui no blog sobre uma compra que eu fiz na loja Colourpop.
Fiz esta encomenda em meados de Dezembro, o site online da Colourpop estava em promoção, e claro que acabei por perder a cabeça e encomendar 2 paletas de sombras, um Blsuh,um iluminador, um primer para os lábios e vários batons.
Se eu fizesse compras superiores a 50 euros não pagaria os portes e ainda recebia uma outra paleta grátis.
Demorou cerca de um mês para chegar e para o meu azar foi parar á alfândega, ou seja, a minha encomenda chegou a Portugal a dia 15 de Janeiro, mas eles enviaram uma carta de aviso de desenfalgamento apenas a 3 de Fevereiro, pediram os documentos que justificassem a minha compra e aí foi enviado para os Correios.
O mais triste foi ter chegado aos correios e eles terem dado a notícia que tinha sido taxada então tive de pagar mais para poder levantar a minha encomenda.
Depois dessas voltas todas aqui estão os produtos que recebi.

Vamos começar pelo meu batom favorito desta encomenda que é o Avenue, na embalagem ele não parece tão escuro quanto fica nos lábios.
O tom dele é um tom bem vinho e é perfeito para estes dias de Primavera assim como os dias mais cinzentos.
A formúla dele é Matte e tem uma duração incrível mesmo depois de comer algo ou beber.
É um batom muito completo que faz-me sentir como se não precisasse de mais algum tipo de maquilhagem.


Este batom chama-se Coquette, é metálico e bem cremoso.
É um tipo de batom que seria capaz de usar no dia-a-dia, mas comprei ele a pensar em usá-lo á noite porque deixa os meus lábios bem expostos.

 Este também faz parte da minha lista de favoritos, é o Arriba. É um vermelhão bem bombástico, que chama bem atenção e deixa-me com "cara de rica"mesmo.
Não posso esquecer de dizer que este batom é Matte também.
É um batom que faz-me pensar muito numa festa na praia com um vestido todo colorido a usar este batom. Seria quase Perfeito!



Trago mais um batom metálico e um pouco mais "discreto". Sabemos que batom metálico não tem nada de discreto, este é o Believe Me e tenho tido mais tendência em usá-lo com roupas mais básicas para que dê um up ao outfit.


Este batom é um Ultra Glossy Lip chamado MoonChild, eu ainda não consegui namorar muito este batom porque é algo diferente.
É um batom Nude e como eu não costumo usar nudes acho que tenho apenas de aprender usá-lo com a maquilhagem certa.

O último batom é o Fug'd é um Gloss com um tom bem Caramelo e que fica muito bonito e é bastante prático.


Depois de passar uma vida inteira a errar com os tons de Blush, finalmente acertei no tom certo que combina com a minha pele e não fico a parecer uma palhaça ou que levei uma chinelada.
Nas minhas pesquisas pelo Pinterest fiquei a saber que para a mulher negra os tons terrosos eram os tons ideias para Blush, mas isso depois depende da tonalidade da pele.
O Blush chama-se Quarter.


Este iluminador chama-se Kae Pop Glow Up, é bastante cremoso e desliza muito bem na pele.
Acho que houve algum problema na Alfândega com este produto e ele não veio como estava no site, veio muito pouco produto e veio meio abatido, eu não sei mesmo o que passou.
Houve produtos que vieram meio abertos e isto leva-me a pensar como eles tratam os nossos produtos lá e acabaram por danificar dois deles.


Iremos começar pelas paletas, o nome desta paleta chamada " You had me at hello", tem umas cores metálicas e matte e é uma paleta com tons mais rosados.
Algo muito que é em geral nos produtos da colourpop é a cremosidade e a facilidade como os produtos podem ser aplicados.



Tenho usado muito esta paleta devido as cores mais terrosas, faz-me lembrar muito o verão. E é uma paleta que basta eu usar uma sombra que fica perfeito.
O nome da paleta chama-se Yes Please!


A última paleta e a mais especial porque só tem tons metálicos e esta é a minha adorada paleta para criar maquilhagem indicadas para a noite.
Esta paleta foi oferecida pela Colourpop porque na altura quando eu fiz esta encomenda eles ofereciam esta paleta se eu comprasse uma quantidade de coisas.
Tive sorte e foi a melhor delas todas.
O nome desta paleta é Golden State of Mind, tenho pena que tenha vindo uma sombra partida, não sei se foi da Alfândega ou da viagem até aqui, mas a forma como veio tão bem empacotado leva-me a pensar que o acidente foi na Alfândega.

Não estou nada arrependida de ter feito esta encomenda porque os produtos são de grande qualidade.
As sombras são bem cremosas e pigmentadas, as embalagens dos batons são divinas assim como conteúdo lá dentro.

  Já conheciam a marca?
Espero que tenham gostado!