sábado, 16 de abril de 2016

Não foste a minha primeira vez



Não foste a minha primeira vez, mas envolvo-me no teu corpo como a última vez.
Dispo-me sem pudor, seguindo a loucura, a frescura e a pureza.
Não aceito que ninguém nos questione como é fazer amor contigo porque mais ninguém conhece todos os nossos sinais, os nossos defeitos, a nossa maneira desmazelada, a nossa forma de intensa de amar, o nosso olhar.
Sabes amor, eu só quero que faças saber que é hoje que vais amar?
Sabes amor, eu só quero que faças saber que só vou querer ser tua?
Sabes amor, eu só quero que faças saber que o mundo é melhor quando estou viva perto de ti.
Meu amor se ninguém souber de nós, o mundo é nosso.
Poderei caminhar no teu corpo sem Tabus, sem preconceitos trazendo comigo a manifestação de paixão.
Não foste a minha primeira vez, mas nesta paixão ensinaste a vestir a lingerie que mais gostas em mim, a nudez.
Pensei que ter-te conhecido agora teria sido tarde demais, mas fui a tempo de conhecer o último toque da minha vida.


nono

6 comentários:

  1. Adoro sempre os teus textos, principalmente este.
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada sabe bem ouvir essas coisas. E agradeço por continuares a seguir o meu blog. :)

      Eliminar
  2. Ola Linda:)
    Adorooooo:)
    Obrigada Bjs Open Kloset
    Novo Post: www.openklosetfashion.blogspot.pt
    Instagram:@openklosetfashion

    ResponderEliminar
  3. Forte e poderoso! Amei :) O amor maior não é o primeiro, mas o último que não deixa que venha mais alguém!
    Beijinhos, bom domingo *

    http://gestoolharesorriso.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens toda a razão, fico feliz por teres gostado.
      Beijinhos!

      Eliminar