domingo, 3 de abril de 2016

Dangerous Woman

Se eu pudesse saborear todos os momentos, desde o sabor dos teus lábios ao sabor das tuas palavras que rodopiam na minha mente cometeria um crime muito doce.
Existe algo faz ser a mulher mais louca, preversa e perigosa talvez a culpa é tua, talvez tens passado tempo a profanar perante o meu corpo.
Fico a saber que sou desejável e com uma sensualidade incalculável, que posso dançar e hipnotizar-te.
De certa forma, fazes sentir uma tarada com inguenuidade que só o teu olhar sabe que tipo de ingênua eu sou.
Estou certa de que saí do armário sem nenhum tabu ou pudor, voltei a ser mulher respeitada, vivida, poderosa, sensual e presente nos teus sonhos mais molhados.
Não queria perturbar a tua mente com a imagem do meu cabelo caído sob os meus ombros tapando o meu sorriso que sempre quer dizer algo.
Fazes de mim a mulher que caminha de lingerie e uma camisa branca e solta os cabelos como as mulheres da televisão, mas a única diferença é que sou uma mulher real e que a mereces ter sempre que acordas e dormes.
Sou misteriosa e gosto de ler livros coisa que para ti é exitante pois sempre gostaste das mulheres estranhas ou misteriosas que nem sempre mostram mais do que aquilo que são.
Sou a mulher curvilínea com dobrinhas nas costas, celulite e músculos sem qualquer definição, mas só de um homem que leva para a cama e diz que serei a mãe dos seus filhos.
Entre toda sensualidade sou a perfeição de alguém.


nono

2 comentários: