segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Á procura do amor


Sejam bem-vindos ao espaço que criei em memória da minha mãe com alguns textos que foram escritos por ela.
Espero que gostem e que acompanhem o meu blog pois pretendo publicar todas as semanas um texto.
Aqui está o primeiro:

Aí finalmente encontrei o amor que procurava a muito tempo.
Que amor é este que se foi embora que porventura caiu e desmoronou-se em águas frias dos rios das minhas cidades.
Meu amor por ele era tão grande que nasceu,cresceu e morreu.
Será que meu coração vai acordar de tanta mágoa?
Um dia, acordou e disse:
- Amo-te minha querida não durmas eu preciso de ti!
Meu amor acordou e disse:
- Querida, tu não mereces, tu não me amas, tu não acreditas em mim, porque és amarga, tu não tens amor próprio?
Será que tu não aprendeste amar?
Nunca vais aprender amar.

nono

Sem comentários:

Enviar um comentário