domingo, 16 de agosto de 2015

És só mais uma fantasia- Episódio 15

Os olhos de Kinara encheram-se de alegria após receber aquela mensagem, ele sentia como se estivesse cada vez mais perto de Isaque parecia que nada os iria separar.
Entretanto, Kinara lembrou-se que tinha de ir despejar o lixo, atravessa a estrada e deita o lixo, na volta ia distraída como sempre e quase foi atropelada.
Ficou bastante exaltada e gritou:
- Por onde é que andas, devias ter mais cuidado caraças?
Era um rapaz, ele saiu do carro e a boca de Kinara descaiu por completo, ela nem sabia o que dizer porque quem saiu daquele carro foi o Valentim.
Ele veio desculpar-se e quando viu que era ela os olhos encheram-se de felicidade:
- Olá Kinara, desculpa eu não sabia que eras tu - disse Valentim
- Não Valentim não sou eu, é apenas uma amostra minha- respondeu Kinara
- Mas eu não fazia mesmo ideia- respondeu Valentim
- Bom eu vou para casa, podes continuar o teu caminho- disse Kinara
- Porquê é estás a ser tão fria comigo?- interrogou Valentim
- Sabes Valentim nós não temos mais nada para conversar, tu já não gostas de mim mesmo nem eu estou aqui para parar o tempo e dar-te conversa.
O Valentim agarrando Kinara pela face e disse:
- Eu posso não gostar de ti a 180 como tu já o fizeste, eu ainda quero-te, desejo-te, não consigo esquecer o teu sorriso, as nossas músicas, os nossos costumes, tudo o que passamos juntos- declarou-se Valentim
- Sabes isso agora não vale de nada, não achas que já magoaste o suficiente, tu é que te afastaste, agora deixa-me ser feliz, eu vou-me embora- responde Kinara
- Espera não te vás embora, deixa-me beijar-te e eu nunca te aborreço, nunca mais, eu prometo nunca mais- sussurou Valentim
Kinara meio irritada tentou ter forças de responder e disse:
- Valentim tens que entender que eu não te pertenço mais, já pensaste se estou com outra pessoa como é  que vou contar-lhe? - questionou Kinara
O Valentim aproximou-se de Kinara agarrando sua face quase esborrachando e beijou-a, de seguida Kinara afasta-o e disse :
- Nunca mais me toques porque eu não sou tua, eu já fui e não posso ser mais porque tu nunca vais ficar comigo, nunca! - exclamou Kinara
Kinara preferia que nada disto tivesse acontecido, ela tinha a certeza de que tinha traído a confiança de Isaque.
Ela subiu as escadas a correr, abriu a porta de casa e escreveu uma mensagem para o Isaque a contar-lhe tudo.
Isaque estava online e respondeu-lhe:
...
- Sabes Kinara eu fui estúpido em acreditar que serias mesmo a rapariga ideal.
Por quanto tempo foi o beijo? Eu acho que tu foste muito ingénua, achavas que ele fosse voltar para a tua vida e querer amizade?
Ainda agora começamos a ficar íntimos e já aconteceu isso?
Sabes eu não sou cão de ninguém e até acho que tu beijaste também e não foi só ele que beijou, as pessoas tentam aproveitar-se de ti e tu perdoas sempre quando é que vais parar.
Até acho melhor não vires aqui porque o erro está cometido e foste tu que trouxeste esta relação ao fim.
Eu acho que já não temos mais nada para falarmos, a pior parte é saber que não ias contar nada.
Achaste que eu ia dizer-te que amo-te e que queria passar o resto da minha vida contigo a que tudo ficaria bem?

Enviada ás 22h35

Assim que Kinara leu tudo aquilo, ela quis chorar e começou por partir tudo a que estava a volta dela, gritava tanto, mas tanto como se estivesse perdendo alguém, realmente já tinha perdido.
Entretanto, naquela gritaria toda ela abre a porta e está o Isaque.
Ele agarra nos braços dela e encosta-a a parede e diz:
- Eu vim ter a tua casa, eu vou perdoar-te, vou beijar-te, eu sei que não quiseste que isso acontecesse.
Vou esquecer de uma vez por todas porque ainda quero fazer-te feliz, mas se isto voltar acontecer nunca mais pões os olhos em cima.
Eu ainda amo-te e sou capaz de dar-te tudo e espero que não arrisques o meu amor por ti outra vez.
Kinara desesperadamente pede desculpas sem conseguir parar, começa por tirar a roupa ao Isaque e o Isaque faz o mesmo a ela e fizeram amor.
Fizeram amor como se não houvesse amanhã, sem dor e lágrimas resolveram celebrar o único sentimento que tem um pelo outro, o amor.
Continua...

I'm Sorry! ( Desculpa)

nono

Sem comentários:

Enviar um comentário