domingo, 7 de junho de 2015

Parei no tempo



Parei no tempo para observar tudo ao meu redor, parei para observar de perto a importância que as pessoas da minha idade tem uns pelos outros e resume-se a nada.
Parei no tempo para perceber que somos pessoas frias e só pensamos em nós.
Parei no tempo para olhar para a pessoa que desejo como ela importa-se em ligar para mim enquanto visto algo confortável, para ouvi-lo, para gozar com ele e em troca receber um beijo como obrigado.
É pura saudade!
Parei no tempo para discutir de assuntos amorosos com um amigo, o único que percebe, e lê o olhar como sinal de que mais tarde há assuntos a discutir.
Parei para ouvir o amigo que lembrou-se de dizer-me que faço parte da vida dele.
É desses amigos que preciso que digam " tu és mesmo estúpida, desistes tão rápido e não vês o que está a tua frente.
Parei precisamente no tempo para observar muitos de muitos a quem confiei minha vida e por mero prazer falam o que não sabem.
Parei para ver que cada vez mais pessoas não dialogam nos transportes públicos.
Parei no tempo enquanto tinha a areia nos pés e o fresco do mar, e sentir-me bonita, somos todos tão iguais.
Parei para observar como uma amiga tem atitude de nadadora salvadora mesmo sabendo que não tem qualquer responsabilidade.
Parei, sim que tudo muda quando saio de casa e vejo o mundo, fico alegre e aprecio o dia com vontade de viver os que vem á frente.

Até ao próximo Domingo!

nono

Sem comentários:

Enviar um comentário