domingo, 31 de maio de 2015

O nosso quarto

Parece que nunca mais chegamos lá e fico a pensar nas coisas que imaginamos tantas vezes e nunca realizamos.
Talvez porque temos um presente sem grandes chances.
Será que o nosso futuro será assim?
Não tens noção da quantidade das vezes que agarrei no meu telemóvel para refletir a tua face, não importava que fosse só o perfil apenas alimentava os meus desejos.
Sempre que imaginava-nos num quarto deitados sem mexer um dedo, apenas falavámos, realmente é idiota da minha parte pensar que só vamos colocar a conversa em dia.
Ele falava-me docemente ao ouvido que seria perfeito despir-me a roupa, molhar o corpo com um óleo aromático e por fim, fazer amor comigo.
Parecia bom e era algo que queriámos a tanto tempo.

Apenas disse-lhe para despir-me de novo, não só a roupa , mas também todo o meu pensamento e fazer-me esquecer que existo.
Pedi-lhe que beijasse e ele prendeu-me os músculos beijando o meu corpo, sinceramente já não sabia o que fazer, tinha vergonha de ele ver o meu corpo a ceder aquele controlo.
As delícias com a sua língua não paravam por ali, cada vez que gemesse ele penetrava-me fundo e mais fundo...
Meu Deus, ele já estava dentro de mim se parasse perdia a graça de querer satisfazer-me.
A satisfação dele seria vir-nos os dois ao mesmo tempo, será que eu estava preparada?
Não passava de um climax cheio de prazer.

O meu corpo morreu sob o seu, eu queria mais, queria que ele libertasse ainda mais.
Sentir o cheiro do nosso sexo era a minha harmonia, a minha vontade era ter-lhe e agora somos um só.
A minha mente divagava porque os lábios dele rondavam os meus seios, parecia que não ficavámos por ali.
Naquela noite iria dormir com ele como se tivessemos vindo ao mundo outra vez porque ele era meu só meu.
Irei gritar e suspirar o seu nome mesmo ele não querendo que isso acontecesse.
Ele apreciava a minha voz doce quando tentava acordar de noite pedindo por mais.
Meu último desejo seria cairmos em sono profundo, amando a ti, a mim, a nós!


nono

Sem comentários:

Enviar um comentário