domingo, 17 de maio de 2015

Lês a minha mente



Parece que estás em todo o lado da minha vida.
Pareces ser um amor imaginário que nos momentos mais improváveis, lá estás tu presente na minha vida, numa figura, numa frase, num toque, numa música ou como estava vestida no dia em que apaixonei-me por ti.
Amava o facto de não precisar pedir-te algo em troca, tu sabias ler a minha mente.
Sabias até o sabor inesquecível que tinha na minha boca.
Tantas coisas boas que deixas em mim.
És capaz de ler a minha mente ao ponto de saberes como gostaria de ser tocada.
Os outros não servem para mim e lá estou eu a divagar, mas a culpa é tua.
Pretendo viver com a paciência, mas não aguento mais estar longe de ti.

nono

Sem comentários:

Enviar um comentário