segunda-feira, 27 de abril de 2015

Deixa-me aqui quietinha, preciso de chorar!


Lá vou sentada no autocarro a escutar The National, o tema da música era Afraid of Everyone. 
Passei o dia a conter lágrimas por ti, lágrimas que nem merecias.
Queria chorar, mas tinha medo de mostrar a minha humilhação, a minha dor, esperava chegar a casa escrever e por fim chorar.
Quis chorar tantas vezes, mas conti as lágrimas!
Lembrei-me de palavras que disseste tantas vezes mesmo separados por uma porta:
Mulher, eu sou teu cavaleiro de armadura Brilhante e eu amo-te!
Nunca vou esquecer os sítios onde estivemos, as promessas de miúdos que faziamos, as noites passadas em claro a falar um com outro, para hoje eu chorar tanto.
1 foi a única hora que tive para dizer-te um único amo-te assim que entraste naquele avião.
Sempre existiu barreiras entre nós, conquistamos tanto para nada.
Deixa-me aqui quieta a sofrer, a chorar, quietinha perdendo o sabor da vida.
Sou tão inútil!

nono

Sem comentários:

Enviar um comentário